Promote a Blog | Blog Directory | Content Marketing | Analytics | Blog | FAQ |

Explore » Blog Directory of Selected Blogs
Connect » Authentic Blogger Community
Discover » Featured Blogs and Topics

Recent blog posts on Poema

Blog Directory Feed

Poesia | Sobrevivente.

Antes que eu nascesse o dia escureceu e o sol se foi, deixando lugar para a lua que de mansinho sorriu no céu, era noite de abril quando meu primeiro choro ecoou no mundo. A felicidade tomou conta do recinto e a alegria era contagiante, desde os mais velhos aos mais moços saudaram a pequena vivente, desde então vou sobrevivendo a tudo e a todos. Nascer não era parte de meus planos, mas como ninguém manda nada na vida, eu nasci e aqui estou teimando e insistindo em viver, com o tempo fui aprendendo que ... read more »

Poema | Chegada.

Hoje como uma nuvem que passa ele chegou depois de algum tempo, trazia consigo um brilho no olhar e um sorriso. Vinha de longe de muitas curvas e montanhas, estrada sem rumo que leva e traz, mas uma coisa era certa ele tinha um destino. Seu olhar meio perdido na imensidão de seu nervosismo que até suas mãos tremiam tamanha emoção. Ao entardecer quando ele chegou o céu estava com nuvens e algumas poucas estrelas começavam a brilhar no firmamento, um coração que ansiava por sua chegada batia descompassado... read more »

Poesia | Saudade de quem vive no outro lado da ...

Saudade é coisa de quem tem amor e coração, alguém que vive longe de um ente querido por alguma razão. Sentir saudade é coisa de quem ama e tem sentimentos, pois sem amor e saudade a vida não tem sentido vira tormenta. Saudade de quem se ama ou se quer muito bem, mas saudade é saudade para quem vive aqui, ou muito longe no outro lado da vida no além. Hoje eu sinto saudade muita saudade de quem vive longe de mim, do outro lado da vida essa que chamam de além. Texto da escritora Luzia Couto. Direitos Aut... read more »

Poema | Notas musicais.

Um amor é para ser vivido intensamente a cada minuto, pois não sabemos o amanhã. Hoje estamos felizes sorrindo estamos amando, talvez esse amor não dure muito tempo, mas enquanto durar será intenso e completo. Um grande amor é para vida toda dizem as canções, será enquanto ele existir em ambos corações, na medida que ele adormece em um coração, nada mais resta senão a solidão do adeus. Antes que ele adormeça ou se perca nas armadilhas do tempo, cuide de seu amor, guarde-o muito bem e alimente-o a cada di... read more »

Poesia | Literatura | Eu e Maria.

O amor só é bonito quando nasce de parto normal, respeitando os ciclos, obedecendo a regras naturais da vida e buscando seu equilíbrio. O amor é como um filho que desejamos, que esperamos antes mesmo do seu nascimento e como todo filho, o amor também exige cuidados e precisa de uma manutenção frequente para que possa crescer saudável. Cultivar o amor é prevenir-se das feridas na alma, é transformar-se em esperanças e alegria na vida de alguém. O amor se opõe ao negativo, ao nocivo e danoso, ele gera em n... read more »

Prosa | Sorriso grande.

Quisera um sorriso lhe dar num abraço carinhoso lhe encontrar, os olhos brilhavam ao lhe ver porém esse sorriso não aconteceu e seu adeus muito entristeceu. O coração agora triste suspira e soluça de dor por saber que um pedido tão simples não foi atendido. Um sorriso que os lábios não sabem sorrir e um olhar terno a agradecer, mas esse coração muito lhe amou, estes lábios agora querem por ti sorrir, mas os olhos insistem em chorar. Quisera um sorriso lhe dar e um coração em paz lhe agradecer, mas no i... read more »

Poema | Saudade de Amor | Tony Casanova.

Diria que a saudade me visita, como se fosse por desfeita, voando que nem borboleta, sentindo a falta da flor, chega então aquela dor repentina, vencendo a minha rotina e partindo meu coração. Igual á criança que chora, quando a mamãe vai embora, mesmo sabendo que voltará. É um sofrer desatinado, um mar que do peito solta ás águas que banham os olhos turvando as vistas meninas, como se esta enfim fosse a sina, daquele que aprende a gostar. Chora-se pela partida, na dor cruel da despedida, mesmo sabendo q... read more »

Prosa | Gabriela.

Menina doce e singela era Gabriela Olhar matreiro e cheio de segredos Assim era ela, a bela a doce Gabriela. Todos se intimidavam ao ouvir sua voz Melodiosa cheia de ternura E ao mesmo tempo brava e muito veloz. Menina brejeira jeito matuto que deixava Enlouquecidos os homens, mas desde cedo aprendeu Que meninas como ela não podia se apaixonar. A paixão desvia o caminho já dizia sua velha mãezinha Você vai estudar e nunca vai me deixar sozinha, Moça estudada ganha beijos e perde o coração. ... read more »

Poema de louco.

Fazia frio e a chuva fina caia molhando tudo desde o corpo até a alma daquela mulher bela e desconhecida, fazia frio, tanto frio que seu corpo tremia. De quando em vez ela para e olha o céu escuro e a chuva tenra fininha caindo molhando tudo, molhando seu rosto, seu sorriso e seu corpo desnudo. Aquela mulher desconhecida para canta, grita, ninguém parece lhe ouvir, exceto o tempo e a noite fria escura. A mulher estranha diferente, sorri como louca, molhada, gelada, despida de corpo e alma. Olha o c... read more »

Poesia | Noite escura.

O dia findou a noite chegou e o céu escuro sem estrelas triste está, mesmo que eu saísse ainda sim sentiria a falta sua, triste de meu coração. A noite escura lembra de seus cabelos negros esvoaçantes, sentindo falta sua meu coração está e chora minha alma a saudade. Saudade de seus beijos e carinhos seu olhar de ternura e carinho no falar seu corpo quente o olhar sedutor o meu corpo querendo seu calor e carinhos ganhar. A noite eu choro a saudade e sinto a alma triste sem seus beijos e seu olha... read more »

Poema | Piano da saudade.

Fantasmas de amor e solidão tocados no piano da saudade que no canto da sala de dança fora abandonado, amor eu sonhei com você, foi um sonho divino que não posso esquecer, e outra canção de amor no piano velho foi tocada. Seu retrato ao meu lado foi um sonho que sonhei acordado e jamais existiu apenas meu coração o vê, pois seu retrato ainda na parede pendurado está, mesmo amarelado trás saudades que ficou no seu lugar. A saudade de você faz de mim um poeta a declarar amor pelas paredes de um quarto ... read more »

Poema | Noite de luar.

A lua aparece por trás da verdejante mata e por entre as sombras corre uma cascata, o som das águas me recorda quando juntinhos trocamos juras de amor, ali mesmo naquele lugar onde jurou para sempre me amar.Hoje recordo com saudade deste tempo feliz que fui, onde só havia eu você a lua e cascata de água cristalina que jogavam suas gotículas molhando seu rosto e deixando seus olhos marejados.As lembranças guardadas hoje me fazem chorar de saudade e meu coração triste suspira e sofre por ti.Quisera que o t... read more »

Poema | Piano da saudade

Fantasmas de amor e solidão tocados no piano da saudade que no canto da sala de dança fora abandonado, amor eu sonhei com você, foi um sonho divino que não posso esquecer, e outra canção de amor no piano velho foi tocada. Seu retrato ao meu lado foi um sonho que sonhei acordado e jamais existiu apenas meu coração o vê, pois seu retrato ainda na parede pendurado está, mesmo amarelado trás saudades que ficou no seu lugar. A saudade de você faz de mim um poeta a declarar amor pelas paredes de um quarto ... read more »

Poema | Saudade de um amor.

Quando a saudade chega ao fim é sinal que o amor acabou, por isto talvez eu ainda morra de saudade de você. Esquecer você é impossível e continuar te amando é sonhar acordada, mas prefiro achar que estou sonhando e deste sonho acordar com o coração batendo forte de amor por ti. Te amar a distância é tudo que restou de um lindo verdadeiro e belo amor, isto é um fato, mas não o fim. Quando muito longe a saudade doer o coração ainda sentirei o amor pulsando em meu peito. Os olhos cheios de lágr... read more »

Poema | Sou feita de saudade.

Eu sou toda feita de saudades de um momento que ainda nem chegou, momento este que doi o coração de imaginar que não tarda a chegar. Queria que fosse sonho e deste pudesse acordar, mesmo sabendo ser momentânea a saudade que sinto, me ponho a chorar por dentro. Poderia dizer que saudade é coisa do tempo, mas para mim saudade é agora o que doí o peito e aperta o coração. Ainda nem fui, mas a saudade me tortura e os olhos se enchem de lágrimas.Deixar o amor e levar a saudade isto não é humano, é muita cruel... read more »

Poema | Queria ser.

Quisera ser como o vento que estivesse em todo lugar, estaria agora junto a ti para mil beijos lhe dar. Seria como a noite escura que não tivesse luar, então apareceria como uma luz para seus caminhos iluminar. Cairia como a chuva para a terra molhar, então molharia seu corpo e deixaria a transparecer seu corpo belo e sedutor. Seria como a estrelas que piscam no infinito, deixando assim seus olhos brilhantes a olhar para mim. Queria ser o sol para seu dia aquecer e assim sempre, sempre beijar você. ... read more »

Primavera

O meu amor sozinho É assim como um jardim sem flor Só queria poder ir dizer a ela Como é triste se sentir saudade         É que eu gosto tanto dela Que é capaz dela gostar de mim E acontece que eu estou mais longe dela Que da estrela a reluzir na tarde                 Estrela, eu lhe diria Desce à terra, o amor existe E a poesia só espera ver Nascer a primavera Para não morrer                 Não há amor sozinho É juntinho que ele fica... read more »

Poema | Pedras no caminho.

Entre pedras e espinhos no caminho assim me fiz Simples humilde e quietinho, mas muito, muito feliz Ter certeza do quer é por certo um bom destino. Destino se cumpre, não escolhe ou se quer deseja Apenas se cumpre com jeito e com cuidado não para Atingir outras pessoas que nos quer bem de fato. Ser humilde e cauteloso não é nada em comum Apenas diz o contrário quem sabe da vida um% Pois diz sem pensar no próximo que vive em desalento. Viver assim nas estradas a vagar isso é perigoso Mas dize... read more »

O Poema e o Psiquiatra

Os amigos do Poema já haviam percebido que ele não andava se sentindo muito bem. Sempre que alguém lhe perguntava o que estava acontecendo, ele respondia - Eu não sei de nada. E não falava nada. Preocupados, os amigos então lhe disseram que procurasse um psiquiatra que sabia de tudo. Então o Poema agendou uma consulta e no dia marcado, lá estava ele, esperando para ser atendido. Aguardou alguns instantes na sala de espera e logo foi conduzido à sala do psiquiatra. O Poema se acomodou diante do psiquiatra... read more »

Poesia | Realidade.

"REALIDADE"Direitos Autorais Reservados ao Autor.Estava ele então sentado á mesa,Agradecendo a Deus o que tinhaEm companhia da sua tristeza,Enquanto a alegria não vinha.Lembrando da profunda solidãoDe deitar e acordar sozinho,Com intensa dor no coração,Pela falta de um abraço, um carinho.Navegava solitário nas águas friasDo pranto diário que lhe visitava,Em todas as noite vazias,A companhia que lhe restava.Tentava em vão ser forte,Abrir caminho nas montanhas gigantes,Buscava na vida um norte,Que trouxess... read more »

Poema | Nordestino

No Brasil há uma cultura oculta que despreza nordestino e os classifica como povos miseráveis, pobres e exploradores. Claro que nem todos defendem esta bandeira preconceituosa, mas nas redes sociais uma grande quantidade de pessoas tem dado opiniões negativas e vergonhosas referindo-se ao povo nordestino. Não é preocupante o que dizem, não tanto, mas sim o que pensam os "Arianos", pois pensamentos produzem ações e estas ações estão se movimentando cada vez mais direcionadas á discriminação e ao preconcei... read more »

Poema | O discurso das Fruteiras.

As fruteiras do quintal se uniram e fizeram uma combinação Quem jogar mais longe suas folhas cobrindo todo chão, será De todas a mais valente e sua fama muito longe andará. A jaqueira imponente disse eu sou maior e mais potente Lançarei minhas folhas longe muito longe perto do sol poente. A mangueira se invocou dizendo ser a tal toda bacana e verdinha Tenho galhos fortes e grossos não me quebro com um ventinho. A goiabeira por sua vez tímida e acabrunhada falou baixinho Eu não cresço muito pod... read more »

Hide and seek

Let’s play hide and seek Only that I’ll hide And you won’t Necessarily Look For me. © Grecia Albornoz 2017 Las escondidas Juguemos a las escondidas Sólo que esta vez Yo me esconderé Y tu No necesariamente Me buscarás. © Grecia Albornoz 2017 read more »

Poesia | Amor que morre.

Amor que morre. Corpos suados corações despedaçados Olhar distante amor quebrado. Mentes vazias almas feridas sonhos abortados Lágrimas nos olhos perguntas sem respostas. Alma triste coração em prantos Memorias passadas vidas atónitas. Distante do amor sentimentos misturados Ódio amor saudade lembranças e nada mais. Fica tudo sem nexo perdido entre nada Mesmo que pareça longe ele está ali. Toda vez que os olhos buscam uma direção o coração desvia sabe o que espera além. Um... read more »

Poema | Firme no Amor | Tony Casanova

Um poema de amor inédito do escritor Tony Casanova, colocado em uma mensagem para você compartilhar. Lembrando que o texto possui Direitos Autorais Reservados ao autor e está liberado apenas o compartilhamento desde que mantidos os créditos do autor e a imagem seja mantida tal como se encontra. Qualquer recorte ou alteração, cópia e ou divulgação do texto de forma diferente a citada acima será considerada violação aos Direitos de Propriedade Intelectual do autor e está passiva da punição legal cabível. C... read more »

Poema | Madrugada de orvalho.

O orvalho da madrugada que caiu nas plantasmolhou todo jardim deixou as rosas ainda mais perfumadas onde seu perfume embriaga até a alma dos apaixonados. Quando você dormir a leve brisa da noite acariciar seu corpo deixando um leve um arrepio como se fosse minhas mãos a deslizar lhe fazendo um carinho. E seus sonhos sejam todos iluminados e eu seja o personagem mais importante, que sua noite demore a passar para o sonho não terminar e eu o ator principal a bailar em seu coração me delicie com seus beij... read more »

Resiliencia/ Resilience

Existiremos Aunque se nos venga el mundo encima, Aquí estaremos A oscuras También se vive. We will exist Though the world falls on our shoulders, Here we’ll be In darkness We'll live. © Grecia Albornoz 2017 read more »

Poema | Um anjo me disse.

Um anjinho me disse que tinha uma história para me contar e em sonhos iria me mostrar. Toda noite este anjinho vinha e sonhos me dizia, vou lhe mostrar aquela história que lhe falei. Certamente irá gostar. Mas que anjo é este que promete e não cumpre? Ele cheio de luz disse com uma voz terna e suave tenha paciência sei que vai gostar, me enchi deste anjo e lhe mandei passear. Nas noites seguintes dormi tranquilo sem o anjinho aparecer, mas senti sua falta sua luz que Iluminava todo quarto então pensei... read more »

Poema | Quando Fui o Tempo e o Vento

Na minha vida literária comecei com os versos e poesias e lá na minha época de escola eu os fazia com bastante frequência. Como a maioria dos adolescentes daquele tempo, eu tinha um caderno guardado, cheio de anotações de poemas e poesias que ia fazendo ao longo do dia. A maior parte deste material se perdeu, devorado pelas traças, mas todo escritor sabe que sua mente é um enorme celeiro e que está sempre á disposição da literatura. Escritor e inspiração possuem uma relação muito próxima, muito íntima a ... read more »

A QUEDA DAS FOLHAS

Francisco Miguel de Moura As folhas caem, ai! Verão. Ninguém lhes ouve a queda, A dor de coisas semimortas, Quando o vento carregador Vem e as leva pela várzea E ali se enterram no chão. Algumas doidas se soltam Salvam-se, saem dançando Com o vento, sobem o outeiro Onde um poeta há tempo dorme. O dorminhoco, aos acordes Dos sons, saracoteios surdos Das infelizes contra a porta, Ainda ressona. ..…………………………. Será tarde, bem tarde Para um carinho… Oh! Não! Eis que o poeta tra... read more »

Inscrição para uma lareira

A vida é um incêndio: nela          dançamos, salamandras mágicas          Que importa restarem cinzas          se a chama foi bela e alta?          Em meio aos toros que desabam,          cantemos a canção das chamas!          Cantemos a canção da vida,          na própria luz consumida...                                         Mario Quintana read more »

A neve

A NEVE PÔS uma toalha calada sobre tudo.      Não se sente senão o que se passa dentro de casa.      Embrulho-me num cobertor e não penso sequer em pensar.      Sinto um gozo de animal e vagamente penso,      E adormeço sem menos utilidade que todas as ações do mundo.                                         Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos"                                         Heterónimo de Fernando Pessoa read more »

Quando Está Frio no Tempo do Frio

Quando está frio no tempo do frio, para mim é como se estivesse agradável,  Porque para o meu ser adequado à existência das cousas  O natural é o agradável só por ser natural.  Aceito as dificuldades da vida porque são o destino,  Como aceito o frio excessivo no alto do Inverno —  Calmamente, sem me queixar, como quem meramente aceita,  E encontra uma alegria no fato de aceitar —  No fato sublimemente científico e difícil de aceitar o natural inevitável.  Que são para mim as doenças que tenho e o mal q... read more »

Poema | Boca, divina boca | O vídeo | By Escrit...

Um dos poemas mais curtidos do Escritor Tony Casanova agora também em vídeo. Neste texto você irá sentir o lirismo do autor e todo seu entrosamento com os versos na descrição do poema. Espero que você goste e deixe seu comentário não só aqui no Blog, mas também no meu Canal Youtube. Aproveite para dar um like e inscrever-se no Canal. Compartilhe se gostou. No meu Canal você encontrará outros vídeos interessantes que poderá enviar para suas redes sociais. Texto do escritor brasileiro Tony Casanova.Todos... read more »

A FLOR E O PERFUME

Francisco Miguel de Moura* a flor se guarda para o fruto o fruto se guarda para a boca a boca... perde-se no beijo o beijo é monte que se move em tórrido país seja manhã ou fim de tarde dos janeiros: - indo e vindo em cócegas brinca com os vírus de asas quebradas pelo desespero e cochicha com os deuses a flor se guarda no perfume o perfume pelo frasco (sem fiasco) em si se resume: - volátil, volúvel, venal... e amanhã se apagará no ar sensual tudo, então, se tornará em fumo a alm... read more »

Poema | Devasso | Tony Casanova

"Devasso" Poema do Escritor Tony Casanova. Obra fictícia com todos os Direitos Reservados ao autor. Proibida o uso para qualquer fim, do todo ou parte dele, utilizando-se qualquer meio ou divulgação de qualquer natureza, sem autorização prévia e expressa do autor. O desrespeito consiste em infração ás Leis brasileiras e internacionais de proteção aos direitos de propriedade intelectual e está passiva de punição dentro das Sanções cabíveis. Estive doente em meu pensamento Talvez insano, por um moment... read more »

Um Copo Por Um Poema - #PayWithAPoem - Dia Mund...

CHARIVARI LAB OFERECE BEBIDA EM TROCA DE UM POEMA PARA CELEBRAR O DIA MUNDIAL DA POESIA   Na ocasião do Dia Mundial da Poesia, a associação cultural Charivari traz pela primeira vez a Lisboa o fenómeno mundial Pay With a Poem, criado por uma empresa de café austríaca que promoveu a iniciativa em mais de 1000 cafés, bares e restaurantes por todo o mundo (http://www.theguardian.com/books/booksblog/2015/mar/20/poetry-coffee-pay-with-a-poem-cafes-world-poetry-day). O objetivo é simples: pagar um café com... read more »

OS AFOGADOS DE MARIANA

Paschoal Motta 1. Em Mariana, a opulência é sol no dobre dos sinos... NEM SEI SE LAMA NAS ALMAS, NEM SEI SE LAMA DE HUMANOS, NÃO SEI SE XINGO OU BLASFEMO, NEM SEI SE CHORO OU ME CALO. A NATURA NÃO DÁ SALTOS PARA AUTO SE CONSTRUIR. POR CENTENARES DE SÉCULOS; NUM DIA, O HOMEM DESFAZ... EIS O MEU VALE DE LÁGRIMAS, AFOGANDO A ESPERANÇA NA ENXURRADA DA GANÂNCIA. ESSA, MARCO DE TERRORES: ROMPERAM LAGOS DE LAMA, BORRAS DE MINERAÇÃO, COM VERMELHO DO ANJO MAU, CASTIGANDO, DURO, O POVO: ... read more »

Profecía

Ningún yugo dura para siempre Ni el más insignificante yugo familiar Porque moriremos Y con la muerte, Tu inseguridad posesa de poder. No le temo a tu jaula de vapor Porque mientras aprietas tus garras ilusorias Yo construyo mi vidaLibre. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Prophecy No burden lasts forever Nor the most insignificant of family burdens Cause we’ll die And with death Your power possessed insecurities. ... read more »

2-0-1-6

I don’t know what to think about you, 2-0-1-6 you’ve come in a rush I don’t even want to talk about you, 2-0-1-6 you peeped out with a loud whip when your time was not up yet I won’t stigmatize you, 2-0-1-6 you might turn up just well. read more »

Threshold/ Umbral

Threshold I can't go back But I refuse to go on. Umbral No puedo regresar Pero me niego a seguir. © 2015 Grecia Albornoz read more »

Poema | Dan Dan ! Acróstico | Tony Casanova

De tudo, meu amor, ainda pueril aquarela/ Ainda que tão mulher e tão linda/ Nenhuma mulher é tão bela/ Inda que seja a mais formosa/ Em todo encanto que finda/ Lapida a mais tenra rosa/ Leve e sutilmente perfumada / Ainda assim Daniella linda/ De todas és tú mais talentosa/ A ti rendo meus mimosos versos/ Navego em teus belos risos/ Narcisos cheirosos e diversos/ y con usted estoy ,mi amor,siempre,siempre que preciso. Tony Casanova - Fev 2009 Texto do escritor Tony Casanova . Direitos Au... read more »

El Arte como Terapia

Descubre... ¡El arte que te habita! ¡El cuento que te cuentas! ¡La novela sin autoría que hasta hoy era tu vida! Día: Lunes 09 de Noviembre Horario: 20:00-23:00 Lugar: Collage Drinks Arts. Calle Mancebos 2, Madrid Entradas: Eventbrite Código: "GLARTE" (Colocarlo en notas de pedido) read more »

Someone you don't know/ Alguien que tú no conoces

Someone you don’t know He’s bewilderment; a real surprise I lose and regain every day. He who chose to be my partner for his mere love of adventure, who dared to love me, who showed me who he is, and rests on my shoulder, he’s... someone you don’t know. Alguien que tú no conoces Es desconcierto; una verdadera sorpresa que gano y pierdo cada día. El que eligió ser mi compañero por puro gusto a la aventura, que se atrevió a quererme, que me mostró quien era y que descansa en mi hombr... read more »

The Mold (El molde)

After years of forcing me Tras años de into the obligarme a mold, encajar en you el molde cannot no puedes expect me esperar que to be creative… sea creativo... read more »

#ParoenOcumare

I witnessed the sunrise of the day in which we decided not to wake up. #ParoenOcumare (Strikes in Ocumare) read more »

Canciones solitarias/ Solitude songs

canciones solitarias abundan aquí incomprensiones se desbordan inundan las habitaciones desvelan y las palabras se encarcelanhasta que vengas. solitude songs abound here incomprehension overflows flooding rooms keeps you awake and words jailed until you’re back. read more »




COPYRIGHT NOTICE: BlogUpp does not claim ownership of any content distributed via this blog directory and its content marketing channels.
The authors of the blogs featured above are assumed to be the content owners. BlogUpp is a blog promotion and content marketing service. Learn more

Terms of Service | Privacy Policy | Copyright © 2017, BlogUpp (aka BlogUp)